18.7.12

 

 

 

 

 

       A  PRIMEIRA CARTA

 

 

 

 As cartas que te escrevo, minha mãe,

 

São tristes, muito tristes e saudosas.

 

Que Deus queira, mal cheguem ao além,

 

Perfumá-las quais fossem lindas rosas!

 

 

 

Desejo que no Céu te encontres bem,

 

Rodeada p'las almas mais bondosas;

 

E que esperes por mim, porque também

 

Anseio pela Paz de que já gozas.

 

 

 

Nas cartas vão abraços e carinhos;

 

E dá, por mim, lembranças e beijinhos

 

Ao Augusto e à Graça que ai estão.

 

 

 

E em cada, num Amor sem ter medida,

 

Te envio, sem Saudades desta vida,

 

Um pouco do meu triste coração.

 

 

 

Clarisse em 1998

 

 

link do postPor canticosdabeira, às 02:20  comentar

 
mais sobre mim
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


arquivos
2012

2011

2010

2009

links
capas dos livros

CLIQUE PARA LER
Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler
blogs SAPO