5.7.12

 

 

                  Há lá coisa mais bonita

 

              Das coisas que a vida tem,

 

              Do que ouvir uma boquita

 

              De criança a dizer: Mãe...?!

 

 

               (Raul Miranda Coentri)

 

 

       

 

                OS TEUS CABELOS

 

 

Guardei uma madeixa de cabelos

 

Daqueles, mãe, que tinhas tão branquinhos.

 

É que de vez em quando, eu quero vê-los

 

E dar-lhes como sempre os meus carinhos.

 

 

 

Penteá-los, ainda, quem me dera!

 

Depois fazer-lhe as tranças com amor;

 

Colocar-lhe os ganchos, como era,

 

E a travessa dourada pra compor.

 

 

 

 

Mas que farto cabelo tinhas inda!

 

Ao vê-lo todo em ondas, pelas tranças,

 

Dizia-te a sorrir: És a mais linda

 

E a mais terna de todas as crianças!...

 

 

 

 

Na cama, ao pé de ti, ajoelhava

 

Como prostrada em frente duma Santa;

 

Queria deixar-te tal como eu gostava,

 

Tendo aos ombros um xaile ou uma manta.

 

 

 

 

A madeixa que tenho, aqui, comigo,

 

Guarda-lá-ei tal qual fora um troféu!

 

Ai, quem me dera, já, ir ter contigo

 

Pra pentear-te, mãe, aí no Céu!

 

 

 

 

Gostei de amar-te, mãe, e fui feliz!

 

Sentia-me criança, se a teu lado!...

 

Ai, tantos... tentos versos que eu te fiz,

 

Mas mais mer'cias, Mãe, ter-te cantado!

 

Clarisse- Março 1998                        

link do postPor canticosdabeira, às 17:00  comentar

 
mais sobre mim
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


arquivos
2012

2011

2010

2009

links
capas dos livros

CLIQUE PARA LER
Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler
blogs SAPO