7.1.10

 

                                                                    III Parte

    

                                   

 

            Graça Maria aos 14 anos de idade, com o seu cândido e maravilhosdo sorriso

 

 

                              ESTES POEMAS DE ENCANTO

                              E MENSAGENS DE AMIZADE

                              SÃO PARA TI, LÍRIO SANTO,

                              TESTEMUNHOS DE SAUDADE.

 

        Carinhosa homengem de familiares e Amigos

 

                                

 

  Graça Maria na escada da sua residência ewm Góis, onde subiu e desceu muitas vezes

  de sorriso no rosto.

 

Feliz aquele que v+os escolheis e atrais para habitar nos Vossos átrios.

Somos saciadoscom o bem da vossa casa e com o vosso santo exemplo.

Salmos - 65 -4

 

37

                                        FILHA QUERIDA

 

                                   

 

 Da jornada que fizeste e nos deixaste nesta agonia

 A nossa imensa pena cresce dia a dia;

 Do martírio que, por vontade divina, tu passaste.

 Do grande Amor que tu Graça Maria, nos legaste,

 Enfim!

 Se se foram contigo as alegrias,

     Estarás connosco...

 Até ao fim dos nossos dias.

 Que Deus te ilumine de graças

 E te perfume o Céu de flores...

 

Teríamos muito mais que te dizer,

Mas lágrimas caem no papel branquinho

E regam as letras que q'remos fazer,

Saudades da tua afeição e carinho.

 

    Lembranças nossas, junto do Senhor

 

              TEUS PAIS

 

 

Quando o que mais amávamos soçobrou nesta vida onde a felicidade é incerta e fugaz, só nos resta um gesto digno e

reconfortante: erguer as mãos e rezar:

 

                         LUZ DA MINHA FÉ

 

                    Esta noite de amargura

                    Noite medonha, sem fim...

                    Tem uma estrela na Altura

                    A brilhar junto de mim.

 

                    Alva estrela que ilumina

                    Esta dor, que me trespassa

               Fortuna da minha sina.

                    Riqueza da minha graça,

 

               Confidente a quem contei

                    Toda a minha desventura.

               Feliz porque te encontrei.

               Oh linda estrela da Altura.

 

                    Que para sempre eu te veja

                    Junto de mim a brilhar;

                    E por Deus louvado seja

                    Quem me ensinou a rezar.

 

Do livro "Canto da Cotovia" - 1941 (esgotado)

                      Vasco de Campos 

 

Nota: - Este pensamento e linda poesia de Fé, foram-nos enviados, gentilmente, pelo Excelentíssimo Senhor Dr. Vasco de Campos, muito distinto médico, poeta e Amigo para conforto.

Poema extraido do seu livro "Canto da Cotovia", que escreveu com lágrimas, na altura em que perdeu um filho ainda criança, que era também o seu enlevo e a sua esperança.

 

 

Lê-se na Bíblia Sagrada que o pensamento de Deus é impenetrável. Assim aconteceu com a morte da Graça Maria que todos julgamos permatura por se encontrar em plena juventude.

 Em circunstâncias como esta vale a pena meditar na passagem do livro da Sabedoria, 4, 7-15;

 "O justo, ainda que morra permaturamente gozará de repouso. A velhice respeitável não é a vida longa, nem se me de pelo número de anos; cabelos brancos para o homem são a prudência, e a muita idade, uma vida imaculada. Tendo-se tornado querido de Deus, foi por ele amado, e, como vivia entre pecadores, foi transferido.

Foi levado, para que a malícia não lhe mudasse os sentimentos, nem o engano lhe seduzisse a alma. Porque a fascinação do vício corrompe o bem e a vertigem da paixão transtorna um espírito inocente... E os povos vêem sem entender, nem reflectem que a graça e a misericórdia de Deus são para os seus eleitos, e a protecção de Deus é para os seus santos."

Pedimos-te Graça, que junto de Deus, continues a interessar-te pela comunidade a que pertenceste, especialmente pela juventude.

 

                                          Com Saudade

                                      Padre Carlos - Góis

 

                                         

Do exemplo da tua coragem, do teu sofrimento, fica a certeza da tua bondade, do teu amor e a esperança de continuarmos a nossa amizade.

 

 

 

                         Maria Teresa Campos Nogueira - Góis

                                                                 

A ti, Gracita, um beijo de eterna saudade da tua professora muito amiga.

                             Berta Mascarenhas - Góis

                                                                 

                         MINHA MANA

Como é bom ter uma irmã

a quem confiar! Com quem dialogar!

Por vezes nem nos apercebemos do amor que nos liga.

Como foi horrível sentir a tua partida oara o Além!

Tu, maninha,suavisavas as minhas penas,

embelezavas o meu caminho e perfumavas o meu viver!

O teu sorriso era leal e verdadeiro.

Na tua palavra honesta e desinteressada,

vivia a presença da minha alegria!

Sonhava com o teu futuro e começavas agora a lançar as redes

no mar da tua vida.

Tu, Gracita, eras jovem e deixaram-te morrer!

Destruiram os teus castelos no ar.

Desmancharam a tua esperança! Gracita, pereceste para a vida,

mas ficaste gravada no coração de todos nós.

Com profunda saudade da mana Célia

                                                               

 A Gracinha está no Céu e é mais uma alma que junto às minhas por quem oro todos os dias

Maria Rosa Tavares C. Simões - Mourisca do Vouga

                                                           

                                                   QUERIDA NETINHA

Jamais poderei esquecer os ultimos beijos que me deste na cozinha, cheia de alegria, quando saiste de casa para compor o teu bracinho. Custou-me muito deixar de te ver, de ouvir a tua linda voz e saber que partiste na plenitude da vida, tao cheia de esperança e planos. O destino foi muito cruel e por issso o meu coração pulsa de dor.

Quantas vezes ainda chamo pelo teu nome e penso ouvir-te correr nas escadas. Que ilusão tão triste! Jamais supus que em Portugal em pequena cirurgia, surgisse um caso dramático que ninguém explica porque aconteceu, e logo com a minha Gracinha!

E assim ficou uma família desalentada, desesperada e doente porque: Se surgiu um acidente/a mente também falhou. Foi por isso, infelizmente,/ que a minha Rosa tombou...

Pede por nós, Gracinha, lá no Céu, e até ao dia do nosso reencontro.

Com profunda saudade da avó Elvira

 

                                                      GRAÇA MARIA 

O destino adverso impediu que se juntassem as nossas almas e se

concretizassem os nossos sonhos.

Conhecer-te, Graça, foi para mim um bem, apesar do desgosto de perder-te.

Se o Pai te chamou, no Céu terei agora uma irmã.

Com eterna Saudade a sentida e humilde homenagem do

Carlos Alberto "Litos" - Carvalho - Pampilhosa da Serra.

 

 

                                                         MEMÓRIAS DE AMOR

          Teu lindo sorriso foi doce e mais quente,

          Mas olha, Gracita,a vida é uma ilusão;

          Deixaste em nós uma chama ardente

          No interior do nosso coração.

 

          Os teus sonhos puros, eram os mais lindos.

          Mas a Divindade Celeste não quis.

          Orações e hinos jamais serão findos,

          Eu sei onde estás! Portanto és feliz.

 

          És mais uma santa que entrou lá no Céu,

          Tantos sofrimentos e tamanhas dores,

          E tanta pureza num branquinho véu,

          Pede por a gente, pobres pecadores.

 

          Deixaste no mundo memórias de amor!

          Deixaste no mundo provas de bondade!

          Lembramos-te sempre e com tanta dor,

          Lembramos-te sempre com muita saudade!

 

         Ai, como foi triste a tua partida!

         Deixaste-nos sós neste mundo cruel.

         Tu eras a nossa sobrinha querida,

         Saudades do tio e da tia Isabel!

 

Adelino e Isabel - Lisboa - Abriu de 1985

 

                                                A GRAÇA

Quem não conhecia a Graça?!...

Quem não a estimava?!...Teria uns quatro anitos quando a conheci.Difícil de a distinguir da irmã, à primeira vista. Mas havia algo que as diferenciava no seu rosto e no seu cabelo!

Cresceu. Adolescente, jovial. Ela na Escola e na Catequese. Vejo-a no dia da sua Profissão de Fé. Decidida, corajosa. Vejo-a na Escola Preparatória. Mais rapariga, mas,sempre a mesma Graça!

Os olhos resplandeciam a candura do seu coração! O seu coração revelava o ardor da sua Fé.

A sua Fé concretizava-se na Dedicação aos outros, no Amor a Deus, na Caridade autêntica. ERA A GRAÇA!

Pela última vez, não há muito tempo ainda, eu passava na Rua da Sofia em Coimbra. Ela depara-se-me de frente, com o mesmo sorriso., a mesma simplicidade, a mesma pureza!

Eu acredito no coração das pessoas! Eu acredito na sua Fé, quando é concretizada em acções válidas e generosas,

Eu acredito na justiça e na Misericórdia de Deus. Por isso eu acredito que a GRAÇA - Dom de Deus - está junto de Deus na Bem-Aventurança. Por isso se a morte da Graça foi momento de Saudade e de lágrimas, é também certeza de que temos na Eternidade, alguém que intercede por nós: é ela.

 

  Padre António Dinis - Coja

Nota: este digno secerdote paroquiou Góis doze anos e é licenciado em em História pela Universidade de Coimbra.   

   

O Senhor escolheu mais uma alma da sua predilecção para o Céu. Ao que parece a Graça Maria era uma querida rapariga e não vai ter precipícios no caminho. De mais o Senhor é Fonte de Misericórdia.

Maria da Glória Dias Antunes- Lisboa- Vila Nova do Ceira

                                                   MINHA NETA QUERIDA

Minha bela Graça! Que dor me trespasssa na alma chorar!

Com a tua idade estava também para casar

e casei. Vieram filhos e desgostos. De três ficaram dois

que criamos depois.

Surgiram sofrimentos e enganos

e aos quarenta e quatro anos

Enviuvei e lutei por uma vida digna.

Agora, já idosa e doente, eram os netos o meu enlevo ardente.

Não gostei branca açucena

que fosses para Clínica de Santa Filomena.

O ranchinho desmancharam e a nossa alegria tiraram!

Sei que partiste para o Céu, mas vejo-te a cada instante

sentada na cama ao pé de mim, com o Paulito adiante

e a Catarina ao colo. Penso a ver-te no balcão, aviando o pão.

A caminhar estrada acima, sempre donairosa.

E o teu lindo sorriso, cor de rosa?

Esse minha flor, já era luz do Paraízo...

Sabes minha Gracinha, herdaste os dotes nobres de minha avó

materna, que era uma alma santa, boa e terna.

Na véspera de ir para Jesus, pediu às filhas que fossem ao quintal colher uma rosa!...

Não era tempo de rosas, mas a rosa lá estava, como por encanto e lhe foi dada com pranto.

Minha avó disse então às suas duas filhas: - não chorem filhas, eu só vou para o Céu amanhã às oito horas, e assim sucedeu.

Gracinha pede por nós a Deus, que vamos na barca seguindo para aí... com beijinhos para ti.

Com enorme Saudade e um Adeus até breve da avó

Preciosa Sanches - Góis

                                                                                                                                          

Morreu a Gracita?  Morreu mesmo?

Não sei. Mas, me parece que não.

Olha ali aquela flor, que tão belo perfume tem!

Aquela Estrela brilhante lá no firmamento,

até me parece vê-la ali junto aos pés de Nossa Senhora!

Mas, não é a Gracita que brilha nos olhos daquela velhinha?

Ou é naquela criança!

No livro do Céu - não estará pedindo pelas crianças e velhinhos

a quem ela ela entregava o pão? Talvez! Só Deus sabe?

A Gracinha não morreu! Foi dar uma viagem e de lá mandará muitas saudades para Nós todos, nos sonhos... de Olhos abertos! João Custódio - Lisboa

Nunca se chegou a saber que era este Senhor que enviou esta mensagem. Viria do Ceu? Só Deus sabe.

                                                                            

 Tive muita pena que desaparecesses do mundo em condições estranhas, sem se esperar e na flor da idade.

  Muitas vezes se me representas em frente da Padaria encostadaà minha porta, esperando os fregueses e aquecendo-te ao sol do Inverno, bonito e acariciador. Sol que resplandecia no teu rosto terno e afagava os teus olhos cheios de meiguice.

   Que as minhas orações por ti, sejam graças que recebas de

Deus.    Maria Celeste S. Barata - Góis- Abril -85

                                                                           

 ETERNA SAUDOSA MEMÓRIA DA INESQUECÍVEL GRACITA

 

                   Minha querida Gracinha

                   Por todos martírios teus,

                   Serás mais uma santinha,

                   A entrar no Reino dos Céus.

 

                   Estrela de raro esplendor

                   Que o Firmamento ilumina.

                   Gracita, é a tua alma em flor,

                   Reflexo da Luz Divina.

 

                   Lá no Céu onde estarás,

                   Reina a luz, reina o Amor,

                   Reina a harmonia e a Paz

                   Junto de Nosso Senhor!

 

                   Lírio branco de Saudade

                   De imaculada pureza.

                   Foste exemplo de bondade,

                   De muito amor e nobreza!

 

Que destino cruel foi esse que a arrebatou do seio dos seus entes queridos, em pleno florescer da vida?

Pobre Gracita! Foi mais uma vítima da fatalidade do destino, ou para ser mais sincera, direi: - Foi mais uma vítima da irresponsabilidade de pessoas inescrupulosas que não medem as responsabilidades dos seus actos.

 Maria Alda Bandeira Jorge - S. Paulo - Brasil

 

 

 

link do postPor canticosdabeira, às 14:35  comentar

 
mais sobre mim
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos
2012

2011

2010

2009

links
capas dos livros

CLIQUE PARA LER
Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler


Clique para ler
blogs SAPO