Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

À BEIRA DO RIO CEIRA

Blogue iniciado pela autora, Clarisse Barata Sanches, a exímia poetisa de Góis, falecida a 25 de dezembro de 2018. Que permaneça intacto em sua homenagem.

À BEIRA DO RIO CEIRA

Blogue iniciado pela autora, Clarisse Barata Sanches, a exímia poetisa de Góis, falecida a 25 de dezembro de 2018. Que permaneça intacto em sua homenagem.

ESTÁTUA LINDA

17.07.12, canticosdabeira

         Em criança fui Messias,

       Mas não nasci em Belém.

        Nascia todos os dias

        Nos olhos de minha Mãe! 

             (Helena Luisa Coentro)

 

  

 

 

                   

 ESTÁTUA LINDA

 

 

Pensei que não podia ver-te assim

Qual estátua de mármore, gelada!...

Mas não! A minha rosa desmaiada,

Estava linda, linda até ao fim!

 

Quando a morte chegou,um querubim

Consigo te levou e de mão dada.

E disse:"Tens ainda outra morada,

Voa nas minhas asas de cetim"...

 

Eu sei que nesse instante lhe dirias:

-"Toca nas minhas mãos, vê que estão frias!,

Como hei-de aconchegar-me a ti, diz lá...?"

 

E o Anjo certamente terá dito:

"O corpo veste a Alma... e é finito,

E as mãos que lhe serviram ficam cá!..."

 

Clarisse. Fevereiro 1998

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.