Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

À BEIRA DO RIO CEIRA

Blogue iniciado pela autora, Clarisse Barata Sanches, a exímia poetisa de Góis, falecida a 25 de dezembro de 2018. Que permaneça intacto em sua homenagem.

À BEIRA DO RIO CEIRA

Blogue iniciado pela autora, Clarisse Barata Sanches, a exímia poetisa de Góis, falecida a 25 de dezembro de 2018. Que permaneça intacto em sua homenagem.

SER MÃE

02.07.12, canticosdabeira

 

 

             Se Deus ouvisse algum dia,

              Minha oração triste e doce,

              A minha mãe não morria

              Por mais velhinha que fosse!

 

                     (Aníbal Nobre)

 

           

 

             SER MÃE

 

Ser mãe é ser o símbolo do Amor,

O poema mais terno de cantar

E a jóia singular de mais valor!

 

Ser mãe mãe é ser estrela. anjo do lar

A quem Deus cede a graça interessante,

Quando forma o seu ventre num altar!

 

Ser mãe é ser milagre tão marcante,

Que até nos faz lembrar Nossa Senhora.

Rosa-carmim de aroma inebriante!

 

 

Ser mãe é ser o Pão, é ser escora

Do ente de quem é medianeira

E traz no pensamento a toda a hora!

 

 

Ser mãe é ser Amiga e conselheira.

Relicárrio de prata aliciente

Que se deve estimar a vida inteira!

 

 

Ser mãe é ser ternura paciente,

É perdoar qualquer ingratidão

E amar...amar... enquanto a alma sente!

 

 

Ser mãe é ter a dor no coração

Se vêr alguns dos filhos a penar

E não pode valer-lhe uma oração!

 

 

Ser mãe - a mãe que é santa - é de louvar:

Ama o filho que gera no seu seio

Até que Deus a venha cá buscar

Para subir ao Céu, de onde já veio!

 

 

      A vida é maravilhosa!

       Mas sem ter mãe é negrume:

       - Lembra jardim sem ter rosa!

       - Lembra rosa sem perfume!

      (Clarisse Barata Sanches)

 

 

 

       Até ao Céu minha Mãe

 

                   Clarisse